Líder brasileira em
exportação de pulses
Tipos de milho de pipoca: conheça quais são e suas diferenças!

Tipos de milho de pipoca: conheça quais são e suas diferenças!

A pipoca já conquistou o coração (e o paladar) de todos que gostam do acompanhamento para assistir um filminho em casa, sair para aproveitar um bom cinema ou mesmo fazer um lanche da tarde.

Porém, o que muitas pessoas não sabem é que a pipoquinha quente e com muita manteiga pode ser feita com diversos tipos de milho de pipoca, cada um com diferenças que são notadas na hora de comer.

Para conhecer um pouco mais e explorar toda a versatilidade da pipoca, conheça melhor os tipos de milho de pipoca e como utilizá-los!

Quais são os tipos de milho de pipoca?

Assim como outras plantas, é natural supor que o milho também possui variações, basta pensar no milho verde, milho peruano, milho doce e outras opções usadas em muitos tipos de prato.

No caso da pipoca, há 07 principais tipos de milhos, geralmente conhecidos como:

  • Mushroom;
  • Butterfly;
  • Milho vermelho;
  • Milho azul;
  • Milho branco;
  • Milho doce;
  • Milho colorido.

Há diferenças entre cada um?

Essas opções diferem tanto por suas características genéticas quanto pela colheita e aproveitamento do milho. Assim, é possível citar questões principais, como:

Milho Mushroom e Butterfly

O tipo Mushroom e Butterfly são também conhecidos como milho amarelo. É o tipo mais comum para base de pipoca, considerado o Tipo A.

As duas opções possuem um nível de umidade que ajuda no momento de estourar quando o grão é aquecido, resultando em pipocas maiores e completamente moldadas, diferente de milhos mais secos.

Milho Vermelho

O tipo vermelho possui exterior mais avermelhado e sabor mais leve, ideal para pessoas com o paladar delicado. Essa opção estoura em temperatura menor do que os tipos amarelos, ficando pronta rapidamente e sem deixar muitos vestígios na panela.

Milho vermelho

Milho Azul

O milho azul é escuro (quase preto) e com grãos bem pequenos, porém, quando estoura, resulta em uma pipoca branquinha, apenas com sua casquinha restante ainda azulada.

É um dos milhos que deixa a pipoca muito mais crocante, tornando-se destaque entre os tipos de milho de pipoca. Assim como o vermelho, estoura em temperaturas menores, agilizando o preparo.

Milho Branco

O milho branco tornou-se menos usual com o passar dos anos e popularização dos tipos amarelos, porém, também resulta em uma pipoca muito branquinha de tamanho médio, com casca tão fina que quase não se sente.

Esse milho parece com o grão de canjica e pode ser facilmente confundido, então preste atenção na hora de escolher para ter uma pipoca crocante e gostosa!

Milho Doce

O milho doce também é um dos mais populares. Como é feito com muito amido, é difícil de estourar, mas sua presença popularizou em festas típicas juninas ou mesmo em carrinhos de rua.

Os grãos desse tipo de milho são mais adocicados e leves, ideais para pipocas temperadas ou com caldas.

Milho para pipoca doce

Milho Colorido

Por fim, o milho colorido nada mais é do que a mistura dos milhos azuis, vermelhos, amarelos e brancos, variando na proporção de cada tipo de acordo com a escolha do consumidor.

Essa mistura proporciona uma verdadeira explosão dentro da boca, aproveitando as especificidades de todos os milhos descritos anteriormente.

Todos os tipos podem ser explorados pelo amante de pipoca, aproveitando para conhecer as diferenças do alimento. Alguns, porém, são mais fáceis de achar e mais populares, como o Mushroom e Butterfly, que já possuem espaço no coração dos pipoqueiros de plantão.

Porém, testar novos sabores e receitas é sempre interessante, aproveitando ao máximo a potencialidade dos tipos de milho de pipoca!

Gostou de conhecer os diferentes tipos de milho de pipoca? Aproveite para receber mais conteúdos interessantes assinando nossa newsletter!

Coperaguas

Reconhecida como uma das maiores cooperativas do estado de Santa Catarina, a Coperaguas, desde seu surgimento, está instalada na cidade de Águas Frias (SC). Seus produtos e serviços são constantemente avaliados e melhorados para que sejam mantidos os mais rigorosos padrões de qualidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *