Pressione enter para pesquisar

Últimas Notícias

Milho: Preços internacionais seguem com pequenas baixas nessa quinta-feira

As principais cotações registravam desvalorizações de 0,75 pontos por volta das 12h02 (horário de Brasília)

07 de Fevereiro de 2019 Publicada as: 16h23

Após iniciar o dia com variações negativas muito próximas da estabilidade na Bolsa de Chicago (CBOT), os preços internacionais do milho seguem dessa mesma maneira nesta quinta-feira (07). As principais cotações registravam desvalorizações de 0,75 pontos por volta das 12h02 (horário de Brasília). O vencimento março/19 era cotado a US$ 3,79, o maio/19 valia US$ 3,87 e o julho/19 era negociado a US$ 3,95.

Segundo informado pela Agência Reuters, os preços internacionais do milho seguem um pouco baixos da mesma maneira com que a soja e o trigo estimulados pelas preocupações sobre os rendimentos mais baixos das culturas sul-americanas. Além disso, os participantes do mercado estavam aguardando uma longa lista com previsões e estimativas de safra do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) na sexta-feira após os principais relatórios terem sido atrasados ​​devido a paralisação parcial do governo americano pelo prazo de 35 dias.

De acordo com análise de Tony Dreibus da Successful Farming, produtores, analistas e comerciantes estão acompanhando de perto os relatórios em busca de pistas sobre o que está acontecendo e o que o governo acha que vai acontecer quando o USDA divulgar dois meses de estimativas de oferta e demanda, além de plantações de trigo de inverno, estoques de grãos trimestrais e vendas de exportação que foram adiadas devido à paralisação do governo.

B3

Já a bolsa brasileira segue essa tendência internacional de operar próximas da estabilidade, mas com leves altas ao longo dessa quinta-feira. As principais cotações registravam valorizações entre 0,50%, 0,75% e 1,5% por volta das 12h29 (horário de Brasília). O vencimento março/19 era cotado a R$ 40,90, o maio/19 valia R$ 38,61 e o julho/19 era negociado a R$ 35,19.

Conforme divulgado pela Radar Investimentos, a falta de chuvas já começa a alterar as estimativas de produtividade para as lavouras de soja e de milho verão em alguns estados brasileiros e os negócios seguem travados.

Já a Agrifatto Consultoria informa que durante a última quarta-feira destacaram-se projeções, que se confirmadas, poderão aliviar o mercado do cereal ao longo desta temporada. O primeiro ponto eram atualizações dos mapas climáticos do NOAA (Departamento de previsão climática norte-americano), apontando para maiores volumes de chuvas já a partir deste mês. Seguido por atualizações do Deral (Departamento de Economia Rural), com informações positivas ao desenvolvimento do milho no PR.

Fonte: Notícias Agrícolas 

Voltar