Pressione enter para pesquisar

Outubro inicia com estabilidade nos preços do suíno

Pagamento dos salários tende a impulsionar o consumo nos próximos dias

05 de Outubro de 2017 Publicada as: 15h28

O mercado suinícola independente não registou grandes variações no preço do animal vivo, permanecendo os mesmos patamares da semana passada as principais praças. De acordo com a análise do Cepea/Esalq as cotações foram sustentadas pela baixa oferta de animais para abate. A expectativa agora está para os dias após o pagamento do salário, onde o consumo tende a aumentar naturalmente.

A Bolsa de Suínos de São Paulo definiu pela manutenção nos preços em R$ 79,00 a R$ 81,00/@ condições bolsa, respectivamente R$ 4,21 a R$ 4,32/Kg vivo condições bolsa.

A Bolsa de Suínos de Minas Gerais realizada nesta segunda-feira (02/10), entre suinocultores e representantes dos frigoríficos, teve uma queda de R$ 0,10 frente ao valor da semana anterior, ficando no valor de R$ 4,30.

A pesquisa semanal da cotação do suíno no Rio Grande do Sul mostrou estabilidade, novamente, no preço médio pago pelo quilo animal vivo ao produtor independente, R$ 3,87. No Paraná, de acordo com a Associação Paranaense de Suinocultores o valor permanece entre R$ 3,90 a R$ 4. Assim como em Santa Catarina o mercado segue firme em R$ 3,80.


Fonte: Suinocultura Industrial 

Voltar

Indicadores
econômicos