Líder brasileira em
exportação de pulses
5 doenças da soja causadas por fungos

5 doenças da soja causadas por fungos

As doenças da soja podem impactar significativamente na produtividade da lavoura, além de contribuir para o aumento dos custos de produção. 

No Brasil, já foram identificadas diversas doenças que são causadas por fungos. Fique atento a essas doenças com este post!

1. Mofo-branco na lavoura da soja

Essa doença é causada por um fungo chamado Sclerotinia sclerotiorum que costuma aparecer com mais frequência durante as fases de floração até o início da formação das vagens.

 O fungo manifesta-se com maior gravidade em áreas acima de 600 metros de altitude, em condições de alta umidade e que tenham temperaturas variando entre 10 °C e 21°C. Por essas características, o sul do Brasil tem o ambiente altamente favorável para essa doença da soja.  

Para fazer o manejo é necessário unir alguma práticas como:

  • Cobrir o solo com palhada;
  • Usar fungicidas;
  • Fazer a rotação e/ou sucessão de culturas que não são não hospedeiras do mofo-branco;
  • Realizar a limpeza de todos os equipamentos utilizados.

 

Imagem: Embrapa

Imagem: Embrapa

2. Ferrugem asiática

Esta é uma das doenças da soja que mais causam prejuízos ao produtores. O desfolhamento precoce é o principal dano da ferrugem asiática que é causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi, impedindo que a planta continue a se formar.  

A principal característica dessa doença é a formação de pequenos pontos nas cores preto, cinza e esverdeado. Ao olhar na parte de baixo da folha, terá pequenas saliências, que são as estruturas de reprodução do fungo. 

Para prevenir esse tipo de doença na lavoura de soja é importante:

  • Monitoramento da lavoura; 
  • Aplicação de fungicidas;
  •  Respeitar o vazio sanitário.

ferrugem-asiatica-soja

3. Oídio

Causada pelo fungo Microsphaera diffusa, essa doença pode causar perdas produtivas de até 10% na lavoura da soja. Regiões de baixa umidade e com temperaturas entre 18℃ a 24℃, estão mais suscetíveis ao oídio.  

O indício de que esta doença está afetando a plantação são manchas brancas nas folhas, que podem ficar acinzentadas com o passar do tempo. 

O manejo pode ser feito com:

  • Controle químico;
  • Avaliar periodicamente a lavoura;
  • Evitar a semeadura em locais favoráveis ao desenvolvimento do fungo. 
Imagem: SENAR

Imagem: SENAR

4. Antracnose

O principal aspecto dessa doença de soja são manchas aquosas que escurecem com o passar dos dias nas folhas, podendo também necrosar e provocar o caimento das vagens.

O fungo causador da doença Colletotrichum truncatum, costuma aparecer no início da cultivo e em situações de elevação rápida da temperatura no ambiente ou sementes infectadas. 

As melhores formas de fazer o manejo são:

  • Rotação de culturas;
  • Controle químico;
  • Espaçamento adequado no plantio;
  • Utilização de sementes certificadas. 

5. Mancha-alvo

Pontos pardos nas folhas com halos amarelos, podendo passar para manchas marrons, são os sinais da doença mancha-alvo. 

O fungo responsável Corynespora cassiicola gosta de temperaturas altas e umidade, para fazer o manejo deve ser utilizado:

  • Uso de fungicidas;
  • Escolher cultivares e sementes resistentes;
  • Rotação de culturas.
Imagem: Embrapa

Imagem: Embrapa

Alguma dessas doenças da soja costuma aparecer na sua lavoura? Deixe seu comentário no nosso post! 

CTA-01

Coperaguas

Reconhecida como uma das maiores cooperativas do estado de Santa Catarina, a Coperaguas, desde seu surgimento, está instalada na cidade de Águas Frias (SC). Seus produtos e serviços são constantemente avaliados e melhorados para que sejam mantidos os mais rigorosos padrões de qualidade.